TUNTUM ESTÁ DE LUTO, SE CALA A VOZ AVELUDADA DO PRINCIPE NEGRO

Por Remy da Mata/Especial para o Blog Bate Tuntum

Cumprindo missão do Criador pousou em Tuntum após o por do sol a Nave Celestial para resgatar um dos mais ilustre cidadão do nosso torrão, Elias Matos, O MESTRE ELIAS. O Cerimonial do paraíso junto com a milícia celestial embarcaram de volta em voo direto para Região a onde mora as Almas do Justos.


O nosso Mestre era Negro, de estatura mediana, se vestia com elegância, íntegro, afável, excelente chefe de família, educado, sempre aflorando a jovialidade. Essas são as qualidades dessa grande personalidade, o gentleman e bon vivant Mestre Elias. Homem Cordial, media as palavras para se posicionar sobre os temas que discorria, se expressava com clareza, tinha voz pausada e olhava seu interlocutor com profundidade e atenção. O seu timbre de voz aveludada fica gravado em nossa memória, principalmente pela tonalidade educada e suave como imaginamos ser a voz dos anjos, arcanjos e querubins. O nosso Orfeu negro era neto de escravos nasceu em Bacabal, a Capital do Médio Mearim. Na sua trajetória trabalhou na roça, foi engraxate, vendeu banana, doce, bolo e outras guloseimas. Elias aprendeu o ofício de mecânico na caserna quando sentou praça no 24° Batalhão de Caçadores em São Luís, como Cabo Temporário do Glorioso Exército Brasileiro, ele gozava de bom conceito junto aos seus superiores hierárquicos e por isso ele foi designado responsável pela garagem. Como encarregado do parque, tornou-se um mestre em consertos e reparos de motor. Com essa sua simetria e paixão pelas máquinas passou a ser um exímio profissional muito respeitado. Quando ainda muito jovem foi convidado pelo Prefeito Astolfo Seabra de Carvalho para instalar as primeiras unidades geradoras de energia elétrica em Tuntum (dois grupos geradores MWM-K 2 com capacidade de 50 KVA cada, com esse feito, os munícipes passaram a dispor de energia elétrica das 18:00 as 22:00h, dando descanso aos velhos candeeiros e as lamparinas. Elias tinha como auxiliar os mecânicos Raimundo Dó e Tonheira. Elias foi o chefe do implantado parque energético até 1973 quando foi inaugurada e entrou em operação a usina hidrelétrica de Boa Esperança aposentando assim, os velhos geradores, “os MOTOR” de luz com era chamado pela população.


O velho artífice era também um boêmio, frequentador assíduo dos bares da cidade. Em nossos porres homéricos gostava de cantarolar com a voz que sai do fundo da alma: Nelson Gonçalves, Vicente Celestino, Altemar Dutra, Dolores Duran, Wadick Soriano, Luiz Gonzaga, Demônios da Garoa e Roberto Carlos. A música e a letra por ele interpretadas se transformavam em lágrimas que deslizam suavemente pelo rosto do Príncipe Negro como se fosse uma partitura cheia de lirismo, o decano gostava também de narrar casos e causos hilariantes da política e do cotidiano de Tuntum. 


Era um humanista compassivo, aficionado por jornal, ouvia e assistia todos os dias da voz do Brasil até os televisivos, além de cultivar o bom hábito da leitura (a Bíblia era o seu livro de cabeceira). O mestre Elias foi conseguindo adquirir notáveis conhecimentos, valendo-lhe um nível de excelência na diversidade de seu vocabulário e como dizia Raimundinho Juá “Esse negão é sabido, esse CABA é estrambólico”. Suas frases eram de uma eloquência tamanha que fazia inveja a muitos graduados pelas universidades. Com essa sua desenvoltura vernacular, face do aprendizado recolhido na área da mecânica, a respeitabilidade por esse profissional cresceu e ecoou pelas cidades circunvizinhas a Tuntum que ia, das cidades do Alto Mearim até as regiões dos Cocais. Os trabalhos do mecânico Elias passaram a ser requisitados nesses quadrantes devido a seu profissionalismo e a garantia na qualidade dos serviços por ele executados. Essa reserva moral, e o seu bom caráter o tornou um legionário conhecido em face do seu oficio, foi por esses ingredientes típicos de sua personalidade, que o povo lhe outorgou o título de MESTRE. Podemos dizer com muito orgulho que, aqui pela nossa cidade morou um ser iluminado, uma estrela reluzente. A nossa Alteza, com certeza, será abençoadamente bem acolhido na Corte Celestial e que ele nos ajude a superar esses instantes de dor, pela sua partida. Tuntum está consciente que perdeu um homem, cidadão que fazia da sua conduta o esteio para a família e para sociedade. Mestre, tire o seu sorriso largo do caminho que eu quero passar com a minha saudade. Desce ao túmulo a matéria. Na terra ficará a dignidades e seus exemplos. O espíritos está com Deus. No velório não haverá motivos para tristezas e nem choro, a sua missão heroicamente foi cumprido na terra. Elias será o nosso eterno Príncipe Negro.

Morre Mestre Elias em Tuntum

Morreu, no início da noite desta terça-feira(18), em Tuntum, o primeiro mecânico da cidade Elias de Sousa Matos (91).

Nascido em Bacabal, Elias de Sousa Matos ( o Mestre Elias) chegou a Tuntum no início da década de 50 (cinquenta) do século passado, onde, na condição de morador da cidade, testemunhou os principais fatos históricos da política eleitoral do município.

Como homenagem ao mestre Elias, o Bate Tuntum foi buscar no blog “Ecos de Tuntum” do historiador e professor Jean Carlos a bela crônica: “TRIBUTO A MESTRE ELIAS – ‘O PRÍNCIPE NEGRO” escrita em 2017 por Por José Remy Alves e Silva uma homenagem justa e poética a este morador de Tuntum que nos deixou na noite desta terça-feira(18):

“TRIBUTO A MESTRE ELIAS – ‘O PRÍNCIPE NEGRO’

Por José Remy Alves e Silva*


Negro, de estatura mediana, veste-se com elegância, íntegro, afável, excelente chefe de família, educado e com jovialidade aflorando! Essas são as qualidades dessa grande personalidade o gentleman e bon vivant Mestre Elias. Cordial mede as palavras para se posicionar sobre os temas que discorre, se expressa com clareza, tem voz pausada e olha seu interlocutor com profundidade e atenção. Aliás, o seu timbre de voz aveludada fica gravado em nossa memória, principalmente pela tonalidade educada e suave, como imaginamos ser a voz dos anjos, arcanjos e querubins.

Neto de escravos nasceu em Bacabal, a Capital do Médio Mearim, na sua trajetória trabalhou na roça, foi engraxate, vendeu banana, doce, bolo, até aprender o ofício de mecânico. Tornou-se um mestre em consertos e reparos de motor, com essa sua simetria e paixão pelas máquinas passou a ser um exímio profissional respeitado. Quando ainda muito jovem foi convidado em 1959 pelo Prefeito Astolfo Seabra de Carvalho a instalar as primeiras unidades geradoras de energia elétrica em Tuntum (dois grupos geradores MWM-K 2 com capacidade de 50 kVA cada, com esse feito os munícipes passaram a dispor de energia elétrica das 18:00 as 22:00h, dando descanso aos velhos candeeiros, lamparinas e lampiões, pondo fim nos jantares românticos a luz de vela). Elias tinha como auxiliar os mecânicos Raimundo Dó e Tonheira. Ele foi o chefe do implantado parque energético até 1973 quando foi inaugurada e entrou em operação a usina hidrelétrica de Boa Esperança aposentando assim os velhos geradores, ‘os MOTOR’ de luz com era chamado pela população.


O velho artífice é também um BOÊMIO, frequentador assíduo do “diligente congresso nacional”, o bar do Chico Andrade – o Maribondo de Fogo. Em nossos porres homéricos gosta de cantarolar com a voz que sai do fundo da alma: Nelson Gonçalves, Vicente Celestino, Altemar Dutra, Dolores Duran, Wadick Soriano, Luiz Gonzaga e os Demônios da Garoa. A música e a letra por ele interpretadas se transformam em lágrimas que deslizam suavemente pelo rosto do Príncipe Negro como se fosse uma partitura cheia de lirismo, o decano gosta também de narrar casos e causos hilariantes da política e do cotidiano do PRINCIPADO de TUNTUM. 

É um humanista compassivo e é aficionado por jornal, ouve e assiste todos os dias da voz do Brasil até os televisivos, além cultivar o bom hábito da leitura (a Bíblia é o seu livro de cabeceira). Foi conseguindo adquirir notáveis conhecimentos, valendo-lhe um nível de excelência na diversidade de seu vocabulário e como dizia Raimundinho Juá “Esse negão é sabido, esse CABA é estrambólico”. Suas frases são de uma eloquência tamanha que faz inveja a muitos graduados pelas universidades. Com essa sua desenvoltura vernacular, face do aprendizado recolhido na área da mecânica, a respeitabilidade por esse profissional cresceu e ecoou pelas cidades circunvizinhas do Alto e Médio Mearim e os trabalhos do mecânico Elias passaram a ser requisitados nesses quadrantes devido a seu profissionalismo e a garantia na qualidade dos serviços por ele executados. Essa reserva moral, e o seu bom caráter o tornou um legionário conhecido em face do seu oficio, foi por esses ingredientes típicos de sua personalidade que o povo lhe outorgou o título de MESTRE. Elias é o nosso Príncipe NEGRO.

Fonte: Ecos de Tuntum em 13 fevereiro de 2017.

José Remy Alves e Silva, o Remy da Mata, é natural de Tuntum e filho da união das tradicionais famílias da Mata e Benvinda. É escritor de Alto Solimões – Crônicas I e II, Miscelâneas, Inspiração e Crônicas Maçônicas. Atualmente, está aposentado como Superintendente da Infraero.

Disputa pela presidência do TJ/MA movimenta bastidores do judiciário. Veja os candidatos

 aproximação da data de eleição para presidente e corregedor geral do Tribunal de Justiça do Maranhão está a cada dia movimentando mais os bastidores do judiciário e também da política maranhense.

O atual Corregedor Geral, desembargador Paulo Velten, disputará a presidência com a novamente candidata Nelma Sarney.

Nelma Sarney perdeu as duas últimas. Em 2017 foi derrotada por 16 votos a 10 pelo desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos; depois, em 2019, perdeu para o atual presidente Lourival Serejo, por 16 votos a 14. Na terceira tentativa consecutiva de chegar ao comando do judiciário maranhense, Nelma Sarney enfrenta também o fantasma de um processo que corre no Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O Conselho Nacional de Justiça julga um Processo Administrativo Disciplinar contra Nelma Sarney por suspeitas de favorecimento em suas decisões com relação à aprovação de um ex-assessor da desembargadora, em concurso público para tabelião.

Cunhada do ex-presidente José Sarney, Nelma Sarney causou polêmica no ano passado, na pandemia, quando pediu que a presidência do Tribunal de Justiça do Maranhão compensasse os gastos a mais com eletricidade, internet e compra de equipamentos no regime de home office. Com salário de R$ 35,5 mil, Nelma disse que não se tratava de ajuda de custo.

Concorrente de Nelma, Paulo Velten ampliou suas possibilidades com a forte atuação como Corregedor Geral de Justiça, apontam duas fontes bem situadas no TJ maranhense. Pesa também favoravelmente o histórico de imparcialidade e distanciamento das disputas políticas no estado, o que confere mais força institucional ao judiciário, conforme analistas que conhecem bem o poder.

Blog do John Cutrim

Fiocruz: 4 capitais têm UTIs Covid em alerta crítico de ocupação

Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) divulgou nota técnica na noite desta quarta-feira (12/1) com alerta para o índice de ocupações de unidades de terapia intensiva (UTI) no Sistema Único de Saúde (SUS) para Covid no Brasil. Segundo dados do Observatório Covid-19 Fiocruz um terço das Unidades Federativas e 10 capitais encontram-se nas zonas de alerta intermediário e crítico.

Segundo a análise, entre as capitais, Recife tem 80% de ocupação; Belo Horizonte, 84%; Fortaleza, 88%; e Goiânia, 94%. Todas estão hoje na zona de alerta crítico. Macapá (60%), Maceió (68%), Salvador (68%), Brasília (74%), Porto Velho (76%) e Vitória (77%) estão na zona de alerta intermediário.

A análise também indica que, até o momento, o patamar de leitos é diferente do verificado em 2021, quando houve picos de Covid, superlotação de UTIs e falta de oxigênio.

A nota alerta para o crescimento nas taxas de ocupação de leitos de UTI no SUS diante da ampla e rápida proliferação da variante Ômicron no Brasil. Ao mesmo tempo, destaca que “menções a um possível colapso no sistema de saúde, neste momento, são incomparáveis com o que foi vivenciado em 2021″.

Segundo os pesquisadores do Observatório, o número de internações em UTI hoje ainda é “predominantemente muito menor” do que aquele observado em 2 de agosto, por exemplo, quando já no quadro de arrefecimento da pandemia leitos começavam a ser retirados. O cenário de vacinação avançada no país é o responsável pela menor gravidade das infecções.

Reabertura de leitos

Os pesquisadores ressaltam no estudo que, mesmo com a menor gravidade em vacinados, não se pode minimizar as preocupações com o novo momento da pandemia.

“Consideramos fundamental ratificar a ideia de que temos um outro cenário com a vacinação e as próprias características das manifestações da Covid-19 pela Ômicron. Por outro lado, não podemos deixar de considerar o fato de a ocupação de leitos de UTI hoje também refletir o uso de serviços complexos requeridos por casos da variante Delta e casos de influenza”, analisam os responsáveis pelo estudo.

Eles destacam ainda que tão importante quanto estar atento à necessidade de reabertura de leitos, é reorganizar a rede de serviços de saúde no sentido de dar conta dos desfalques de profissionais afastados por contrair a infecção. Médicos e enfermeiros têm sido afastados do trabalho devido à contaminação por Covid (Ômicron, Delta ou Gama) e por influenza.

Além disso, o alerta é para garantir a atuação eficiente da atenção primária em saúde no atendimento a pacientes “empregando, por exemplo, teleatendimento, e prosseguir na vacinação da população”, consideram.

Colapso

Em fórum promovido pelo Ministério da Saúde nesta quarta-feira (12/1), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, admitiu que a variante Ômicron traz incertezas sobre “novo surto de casos e novos impactos no sistema de saúde, com a perspectiva de colapsos e perda de vidas”.

O ministro, no entanto, procurou manter o otimismo. “Já temos notícias de países onde ela [Ômicron] se tornou prevalente de que há um número realmente grande de casos, mas os sistemas de saúde não têm sido tão pressionados, sobretudo naquelas populações fortemente vacinadas”, argumentou o titular da pasta.

No fórum, promovido pela Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19, a secretária da pasta, Rosana Leite de Melo, admitiu que o país enfrenta uma terceira onda devido à variante Ômicron.

Metrópoles

Reapresentação do Tuntum Esporte Clube

Os atletas do Tuntum Esporte Clube se reapresentaram, nesta terça-feira (11), para disputa da Copa do Brasil e do Campeonato Maranhense da primeira divisão, que serão realizados no primeiro semestre de 2022.

O clube está de direção nova e com vários contratados para disputa das competições.

O evento contou com a presença do prefeito Fernando Pessoa e da primeira dama Erica Costa, além de secretários e vereadores.

Blog do Pedro Jorge

Gestão Tema Cunha: PF investiga desvio de recursos da Covid-19 em Tuntum

A Polícia Federal está investigando um suposto desvio de recursos para o combate da Covid-19 na cidade de Tuntum. As verbas teriam sido repassadas pelo Governo Federal ao município no ano de 2020, na gestão do ex-prefeito Cleomar Tema e do secretário de Saúde Fabrício Coelho.

Conforme as primeiras investigações, o desvio de recurso teria chegado na ordem de R$ 14 milhões, dinheiro suficiente para a compra de materiais e medicamentos para o tratamento de pessoas acometidas pela doença.

Os investigadores se deslocaram ao Hospital Municipal Dr. Rafael Seabra, mas na unidade de saúde não foi encontrado nenhum equipamento que deveria ter sido adquirido com a verba enviada pelo Governo Federal.

Marrapá

“Vai trabalhar”, diz Dino, após ser agredido por Bolsonaro

247 – O governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), que foi chamado de ‘comunista gordo’ por Jair Bolsonaro (PL), respondeu ao ataque. A uma apoiadora, em Brasília, o presidente perguntou: “você já reparou que os países comunistas, geralmente o chefe é gordo? Coréia do Norte? Venezuela? São gordinhos, né? Maranhão?”.

Nas redes sociais, Dino, que era do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) antes de se filiar ao PSB, disse que a “piada”, além de “sem graça” é “repetida”, o que é “compatível com a notória escassez de neurônios do indivíduo”. 

“Ao bisonho e fracassado ‘piadista’, faço uma conclamação: VAI TRABALHAR. Os problemas federais são cada dia mais graves: inflação, desemprego, aumento dos combustíveis etc”, completou.

Defensoria quer barrar aumento abusivo de tarifa de água de Fábio Gentil em Caxias

Por meio do Núcleo Regional de Caxias, a Defensoria Pública do Estado (DPE/MA) emitiu recomendação para a suspensão dos reajustes realizados recentemente na tarifa de água na cidade. Com a aprovação de uma nova lei municipal, o valor cobrado pelo mᶟ de água aos consumidores praticamente triplicou.

O aumento nas contas de água se deu com a aprovação da Lei nº. 2561/2021 pela Câmara Municipal de Caxias e a sanção do dispositivo pelo prefeito de Caxias, Fábio José Gentil Pereira Rosa. O documento prevê que o m³ de água, que antes custava R$ 3,11, passou a valer R$ 8,77 a partir da vigência da referida lei.

Com o reajuste, os consumidores passaram a reclamar do aumento inesperado e repentino nas faturas. Uma das consumidoras da cidade que buscou a Defensoria Pública apresentou duas contas de água com valores bastante discrepantes. Enquanto a fatura do mês 11/2021, quando foi consumido o total de 49 m³ de água, cobrava o valor de R$ 166,76. No mês seguinte, 12/2021, já sob o reajuste da Lei e com um consumo menor, de 43 m³, foi cobrado o valor de R$ 495,55.

Diante do aumento exorbitante na tarifa desse serviço público essencial, a defensora pública Gerusa de Castro Andrade Carvalho emitiu uma recomendação para que seja suspenso, de forma imediata, o reajuste na tarifa de água que elevou excessivamente os valores das faturas.

No documento, a defensora destaca que “nada justifica este aumento abrupto, vez que não foi realizada qualquer melhoria prestacional que justifique o aumento mínimo da tarifa” e que os preços cobrados sobre o serviço devem ser adequados à realidade da população usuária desse bem que é essencial à vida.

O documento foi encaminhado ao prefeito Fábio Gentil e ao diretor administrativo e financeiro do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), Arnaldo de Arruda Oliveira.

Com informações do DPE/MA.

Em nota, PT do Maranhão pede soluções para violência no campo

O Partido dos Trabalhadores (PT) divulgou nessa segunda-feira, 10, uma nota cobrando o governo do estado e outras autoridades soluções para a violência no campo que tem sido registrada no interior do Maranhão. A última vítima do conflito foi o quilombola José Francisco Lopes Rodrigues, de 58 anos, assassinado a tiros por jagunços no município de Arari no dia 3 de janeiro.

“Solicitamos providências do Governo do Estado para apurar com rigor as investigações, por meio das Polícias Civil e Militar, assim como solicitamos ao Ministério Público apurar as responsabilidades por estes e outros assassinatos e conflitos no campo. Assim, como solicitamos ao Tribunal de Justiça celeridade no julgamento dos casos que envolvem assassinato de lavradores”, disse o partido por meio de nota, assinada pelo recém-empossado presidente, Francimar Melo. 

A violência no campo no interior vem crescendo a um ritmo alarmante. Diversas entidades já se posicionaram exigindo do governo um ponto final para os conflitos que já deixaram várias pessoas mortas. 

Recentemente, a Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulgou uma carta em que denuncia a omissão e negligência do governo Flávio Dino em relação aos conflitos agrários e às mortes desencadeadas a partir dessa violência. 

Marrapá

Mundo registra 3 milhões de casos de Covid em 24h e bate novo recorde

O número de novos casos de Covid-19 em 24 horas voltou a bater recorde. De acordo com o Our World in Data, projeto da Universidade de Oxford, foram 3,28 milhões de registros nessa segunda-feira (10/1).

Os dados mundiais foram impulsionados, principalmente, pelos Estados Unidos, que bateram mais um recorde e registraram 1,48 milhão de novos casos em 24 horas.

Já a Europa registrou 991 mil casos de novos infectados pelo coronavírus, e a Ásia confirmou 400 mil.

A explosão de casos positivos se deve à transmissão da variante Ômicron, que se espalha mais rapidamente e escapa, em parte, da proteção das vacinas.

Desde que foi anunciada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em novembro do ano passado, a variante foi classificada como de “preocupação” e os cientistas começaram a investigar suas características principais, como transmissibilidade e letalidade.

De acordo com os diretores da Organização Mundial da Saúde (OMS), a cepa Ômicron do coronavírus não deve ser a última variante a circular no mundo. Maria Van Kerkhove, infectologista-chefe da entidade, afirma que, enquanto houver oportunidade para o vírus circular, ele continuará sofrendo mutações.

Para a organização, a distribuição desigual de vacinas no mundo colabora para o surgimento de novas cepas com diferentes mutações. Segundo o diretor, é “muito otimista” acreditar que o coronavírus deixará de se adaptar para infectar o organismo humano com mais eficácia.

Metrópoles

Últimas Notícias

Bate Tuntum Tv

Siga-me