Jornal da família Sarney fecha as portas

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter

Seguindo tendência de outros impressos mundiais, o jornal O Estado do Maranhão fecha as portas no próximo sábado (23). Profissionais envolvidos na produção do matinal serão remanejados para o ambiente digital.

Fundado em 1973 por José Sarney e Bandeira Tribuzi, o EMA era uma espécie de “diário oficial” dos interesses do clã político, atacando adversários e desafetos dos donos sempre que necessário, além de servir de forma recorrente como peça de propaganda política favorável a governos e candidaturas aliadas.

Em 2015, o Marrapá divulgou com exclusividade uma carta datada de 1978, escrita por Maria dos Santos Pinheiro Gomes, esposa de Tribuzi, desautorizando EMA a usar o nome do escritor em suas publicações.

No documento, encontrado entre os pertences do poeta, a viúva cobrava seu desligamento do quadro societário do jornal, expondo entre os vários motivos para a decisão “a contratação simples e acintosa de marginais de pena”.

Marrapá

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter